Augusto Soares e James Henry – Heteronimos

NAO OS ENTENDO (versão português)

 

– por Augusto Soares e seu heterônimo James Henry

 

– vamos escrever um poema?

– não entendi.

– isso. Não entender será a engrenagem funcional. 1 estrofe pra cada. Eu começo.

 

 

não entendo

daqueles que amam

com a mesma sede

com que se olham

nos falsos espelhos

e com fome exclusiva

pela chama

dos começos

 

não entendo

dos grandes versos

do poeta

que morreu aos 70 anos

e precisou das bussolas

para fazer a glória

de sua

poesia

 

não entendo

da forca autoritária

que consome nações

e ergue flores

aos céus

 

nunca entendi

do versículo vendido

pelo homem no altar

castigando o pão e o trigo

com a morte

de um Deus

 

não entendo

das leis físicas

que avançam as maquinas

e das leis humanas

que recuam

a humanidade

 

não entendo

da sintaxe plástica

e da ponte erguida na sílaba:

o meu semelhante

eu reconheço

pelos muros.

 

Não entenderemos

– Eu e ele.

 

– Sim, nunca entenderemos.

 

na dislexia

e no escuro

criamos nós

um lugar

de luz.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s